09 jan

Petiscos saborosos no bar 1928, em Botafogo

por Renata Monti
Bolinho de tapioca com carne seca desfiada. Foto Divulgação Eduardo Almeida

O bar 1928 abriu as portas em Botafogo bem no finalzinho de 2017. E com a correria das inúmeras confraternizações, fiquei devendo um post sobre o espaço, que tem como sócios Bruno Magalhães, do Botero, e PC Ferreira, do La Esquina. Com ambiente moderno e clean, já me senti no clima “pub novaiorquino” logo na chegada, quando esbarrei no balcão com o querido Juarez Becoza, colunista de pés-sujos do GLOBO. Brinquei: “aqui é um pé-limpo, não vale!”.

O salão do 1928 é moderno e clean. Foto de Bruno Barreto

Depois da piadinha com o colega jornalista, segui para o salão principal, bem espaçoso para os padrões cariocas. Os tijolos aparentes, as mesas escuras e as luminárias metálicas lembram bem os pubs americanos, num estilo “galpão cool”. O corredor externo conta com mesas ao ar livre e ainda a cozinha aberta. Adoro ver o “vai e vem” dos pratos. Achei super charmoso e, por coincidência, descobri que o projeto é de um grande amigo meu, Gustavo Abrupta. Ele nos contou que logo, logo, a casa terá um espaço para shows e festas, nos fundos.

A carta de drinques do 1928

Para começar os trabalhos, eu e um grupo de amigos queridos demos aquele confere na carta de drinques, elaborada por Alex Mesquita e Michell Agues. Apostei no Cumaru (R$ 25), batizado com o mesmo nome da planta conhecida como “baunilha amazônica”. A mistura leva gin com suco de abacaxi, jasmim e ainda recebe um toque de cumaru. Ainda havia sede para experimentar o Canarinho, mix de manga e maracujá, folhas de hortelã e licor de amêndoas e vodka (R$ 25).

Drinque Canarinho. Foto de Bruno Barreto

Já o Bruno optou pelo drinque “Lei Seca” (R$ 27), combinação de rum, tangerina, limão e amêndoas tostadas. O curioso é que vem envolto numa embalagem de papel, relembrando os velhos truques dos americanos durante a proibição de bebidas alcoólicas nos EUA.

O cardápio do 1928

Chegamos às comidinhas! O chef Cezar Cavaliere, conhecido por cozinhar em casas estreladas, como o Laguiole, estava por lá e foi super atencioso, dando dicas de delícias para compartilhar. O forte do lugar são os petiscos de boteco repaginados. Numa primeira leva, provamos bolinhos de tapioca com carne seca desfiada com catupiry (R$ 32), além de croquete de carne defumada, chutney de abacaxi e mostarda caseira (R$ 29), arancini de queijo canastra e mel (R$ 28), além do steak tartare com fritas rústicas e aioli picante (R$ 39) e o jiló recheado com linguiça fresca artesanal e torresminho crocante (R$ 27). Ufa! Os destaques foram os bolinhos de tapioca e o arancini de queijo canastra.

Jiló recheado com linguiça artesanal e torresmo crocante. Foto Divulgação Eduardo Almeida

Depois de tanta comilança, partimos para os mini sanduíches. Fiquei com o de pão de queijo com costelinha de porco e picles (R$ 25, duas unidades). Mas os amigos pediram outros, como broa de milho com rabada desfiada, picles de cenoura e pesto de agrião (R$ 26), peixe crocante com aioli de açafrão, maxixe e cebola roxa (R$ 25) e choripán, o clássico argentino com linguiça artesanal e chimichurri (R$ 19).

O sanduíche de pão de queijo com carne desfiada. Foto de Bruno Barreto

E a sobremesa?

Sempre tenho estômago para doces, não é mesmo? Fiquei completamente apaixonada pelo bolo cremoso de milho com brigadeiro e creme inglês de café (R$ 21). É  simplesmente ma-ra-vi-lho-so! Leve, com chocolate no tom certo e sem afetações. Me encantei e está na minha top list de sobremesas no Rio. Uiii!

Bolo de milho com brigadeiro, creme inglês de café. Foto de Bruno Barreto

Almoço executivo

Para quem trabalha ou mora pelas bandas de Botafogo, o almoço executivo pode ser uma alternativa. É servido de segunda a sexta-feira, do meio-dia às 16h. As combinações possíveis são: entrada + prato principal + sobremesa (R$ 45), entrada + principal (R$ 39), principal + sobremesa (R$ 39). Uma pedida interessante é o prato da brigada, ou seja, da equipe que trabalha por lá (R$ 25).

SERVIÇO

Onde: Rua Álvaro Ramos 170, Botafogo.

Horário de funcionamento: Segunda, do meio-dia às 16h. Terça a quinta, do meio-dia à 1h. Sexta e sábado, do meio-dia às 2h. Domingo, do meio-dia às 22h.

Telefone: (21) 3586-2511

Instagram: @1928rj

Média de gasto por pessoa: R$ 80 (um drinque, um petisco e dupla de mini sanduíche). Preços válidos para dezembro de 2017. Não nos responsabilizamos por alterações no cardápio.

Gostou da nossa dica? Então, deixe um comentário e siga a gente no Instagram: @viagemgourmet .

Comentários