08 maio

Veja a lista dos restaurantes do Rio e São Paulo no Guia Michelin 2018

por Renata Monti
O carioca Felipe Bronze conquista duas estrelas Michelin. Foto Divulgação / Trícia Vieira / GNT

Por enquanto, os brasileiros ainda aguardam pela cotação máxima – as 3 estrelas Michelin. A boa notícia da premiação que aconteceu na noite de segunda-feira (7 de maio), em São Paulo, é que dois novos restaurantes entraram para a lista de duas estrelas: o Oro, do carioca Felipe Bronze, e o Tuju, de Ivan Ralston. Até então o único com essa cotação era o D.O.M, do chef Alex Atala, que fica na capital paulista.

O número de restaurantes com estrelas no Rio diminuiu em relação a 2017, devido ao fechamento de casas como Eleven, de Joachim Koeper (uma estrela), e o Entretapas, de Jan Santos (Bib Gourmand). Mesmo assim, São Paulo ainda parece despertar mais interesse dos críticos da Michelin, visto que excelentes casas cariocas não estão na lista. O Laguiole, por exemplo, que figurava em 2017 com uma estrela, não está mais, assim como o Gurumê (Bib gourmad).

Rio de Janeiro

Duas estrelas

Oro – Felipe Bronze

Uma estrela

Lasai – Rafael Costa e Silva

Mee – Kazuo Harada

Olympe – Claude e Thomas Troisgros

Bib Gourmand (bom custo-benefício)

Artigiano

Bottega del Vino

Lima Restobar

Miam Miam

Oui Oui

Pomodorino

Restô Rio

Riso Bistrô

São Paulo

Duas estrelas

D.O.M. – Alex Atala

Tuju – Ivan Ralston

Uma estrela

Dalva e Dito – Alex Atala e Elton Júnior

Esquina Mocotó – Rodrigo Oliveira

Fasano – Luca Gozzani

Huto – Fábio Honda

Jun Sakamoto – Jun Sakamoto

Kan Suke – Egashira Keisuke

Kinoshita – Tsuyoshi Murakami

Kosushi – George Koshoji

Maní – Helena Rizzo

Picchi – Pier Paolo Picchi

Ryo – Edson Yamashita – entrou na lista em 2018

Tangará – Jean-Georges Vongerichten – entrou na lista em 2018

Tête à Tête – Gabriel Matteuzzi e Guilherme Vinha

Comentários