09 abr

Vale do Douro com vinho do Porto e paisagens incríveis

por Renata Monti

As montanhas íngremes e a silhueta ondulada do Rio Douro são marca inconfundível para quem visita a região ao Norte de Portugal. Considerada patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, é a mais antiga área vitícola demarcada no mundo, com registro em 1756. Além da beleza estonteante das paisagens com terrenos pedregosos lapidados manualmente pelo homem, o Douro é conhecido pelo produto de sua terra: o icônico vinho do Porto.

Embarcamos para essa viagem em março de 2018, a convite da Associação Comercial e Industrial de Vila Real, ao lado da Team Douro, com apoio da União Europeia e do Governo Português. Nossa base foi Vila Real, uma simpática cidadezinha de 30 mil habitantes, que fica a uma hora de carro do Porto. Junto com uma equipe de jornalistas internacionais, fomos convidados a percorrer as vinícolas e atrações turísticas.  Uma semana de aprendizado, trabalho, conversas e provas de vinhos emblemáticos, como o Porto Messias 1966 e o Niepoort 1983.

Adega Cooperativa Vila Real. Foto Bruno Barreto

O contexto desta aventura foi especialmente interessante para nós porque, em janeiro do mesmo ano, escolhemos Portugal como nosso destino de férias. Estivemos em Lisboa, Sintra, Cascais, Évora, Óbidos, Fátima e subimos até o Porto de carro (veja como foi, clique aqui). Passamos 12 dias inesquecíveis, que nos apaixonamos ainda mais pelo país, mas faltou tempo para o Norte. Passamos apenas uma noite no Porto e a sensação foi de “quero mais”. Falei em voz alta: vou estar aqui de novo! E como as palavras são poderosas, em menos de dois meses já estávamos de volta.

As atrações do Alto Douro

Se você gosta de contemplar paisagens, o Alto Douro vai te proporcionar visuais incríveis. É uma região tranquila para percorrer sem pressa, seja de carro, barco (cruzeiros pelo Douro) ou trem (que lá chamam de comboio).

Vinho Carm com vista do Museu do Côa

A exuberância natural não é o único atrativo. Os vinhos do Porto são icônicos e objeto de desejo em todo o mundo. Mas não deixe se levar só por esse lado. A região tem se destacado pelos interessantes vinhos de mesa e acreditem: brancos e espumantes alcançaram destaque em concursos e rankings. Então, vá aberto a experimentar de tudo.

A maioria das quintas e vinícolas aceita visitação. No entanto, é importante em todos os casos agendar. Como nossa viagem era de imprensa, a Team Douro resolveu tudo. Estivemos em diversas vinícolas (lista completa abaixo), como na emblemática Quinta de Napóles, com a presença de Dirk Niepoort, o produtor de vinhos que inovou no Douro e apostou nos vinhos de mesa.

Os barris com vinho do Porto da Adega Cooperativa Vila Real. Foto Bruno Barreto

Para completar, a gastronomia portuguesa nesta região é também deliciosa. Comemos desde as carnudas postas de bacalhau, passando para os crocantes bolinhos, além de grelhos (verdura típica), enchidos, bola (torta salgada), feijões brancos, arroz de cabidela (se parece com o frango ao molho pardo), alheiras (linguiça criada pelos judeus para disfarçar os inquisidores, que em vez de carne de porco é recheada com frango ou peru), milhos (um ensopado que se parece com canjiquinha com costelinha mineira) e a francesinha (sanduíche ensopado típico do Porto).

Roteiro pelo Douro

Base: município de Vila Real

Hotel Miracorgo: boas instalações. Escolha os quartos de fundo que têm vista para um penhasco com queda d’água. Dá para ver o nascer e o pôr so dol.

Dia 1

Visita ao Mirante de São Leonardo de Galafura

Almoço no restaurante do Mirante de São Leonardo de Galafura com degustação de vinhos Bulas

Adega Cooperativa de Vila Real

Jantar na Quinta do Paço

Dia 2

Visita a Quinta de Nápoles – Niepoort, com masterclass e almoço

Casa de Mateus, com degustação Lavradores de Feitoria

Almoço Restaurante Chaxoila, com vinhos Lua Cheia em Vinhas Velhas, Lavradores de Feitoria

Dia 3 

Viagem para Régua – saída às 9h da estação de trem para Pocinho

Trem às margens do Douro – sente do lado direito na primeira fase da viagem. Depois de cruzar a ponte, fique do lado direito, assim se vê a paisagem

De Pocinho fomos para vinícola Carm

Almoço no Museu Côa

Retorno a Vila Real

Prova de vinhos agendada pela Prefeitura de Vila Real: Bulas, Carlos Alonso, Crónica, D’Eça, Duas Árvores, Maquia/Mafarrico, Montel, Quinta da Côrte, Quinta do Monte Travesso, Quinta dos Castelares, Quinta dos Lagares.

Dia 4

Viagem para Tarouca.

Visita ao Museu do Espumante. Passagem pelo Monastério de Tarouca.

Visita as Caves de Murganheira

Visita ao Mosteiro

Almoço no

Visita a Quinta da Casa Amarela.

Jantar no Cais da Vila, em Vila Real.

=> Tem alguma outra sugestão para o roteiro? Deixe nos comentários!

Mais de Portugal no blog

Viagem para Portugal: veja como planejar

Comentários