10 jul

Setúbal, a terra dos vinhos licorosos

por Renata Monti
O Centro de Setúbal

Para os brasileiros, visitar Portugal é como estar com um tio-avô. Ali, você entende um pouco das suas próprias qualidades e defeitos, faz uma viagem no tempo. Pois ainda não conhecia a Terrinha e, em outubro de 2015, parti para um tour Lisboa – Setúbal, que fica a 40 quilômetros ao sul da capital. Neste post, vou falar  de Setúbal, conhecida pelas lindas praias, vinhos licorosos, o choco (um primo da lula) e o delicioso queijo de Azeitão, com massa cremosa.

A REGIÃO

Com cerca de 250 mil habitantes, a simpática cidade de Setúbal dá nome a região portuguesa ao Sul do rio Tejo, que compreende ainda os distritos de Azeitão, Palmela, Comporta e Sesimbra. É uma cidade de médio porte, com ar interiorano, embora esteja debruçada para o Oceano Atlântico e a foz do Rio Sado.

No Centro, estão concentrados os hotéis, restaurantes e lojas com o comércio local. As ruelas são charmosas, com vários sobrados coloridos, azulejos com influências dos mouros e toda a arquitetura que faz lembrar as cidades coloniais brasileiras. Vale, sim, caminhar por ali, observar as praças e vitrines, num passeio despretensioso.

Uma outra atração é o porto, com barquinhos desenhando o contorno da cidade. Dali, saem barcos para a península de Troia, balneário frequentado por milionários de todo o mundo (vamos falar de Troia em outro post).

Vale ainda visitar o Mercado Municipal de Setúbal para conhecer o choco, uma espécie de primo da lula, e que garante a fama dos restaurantes de frutos-do-mar na região. Frutas frescas (e perfumadas como o pêssego gigante que comprei por ali), queijos dos mais variados, incluindo o do azeitão, embutidos como as alheiras (linguiça de aves com miolo de pão), porco preto e muitas outras delícias estão concentradas ali. Tudo isso com preços bacanas!

COMO CHEGAR

De Lisboa, para quem vai de carro, é só atravessar a ponte 25 de abril (aquela enorme que corta o Rio Tejo em direção ao Cristo Rei). Dali, é possível conhecer várias vinícolas da região (Casa Ermelinda  Freitas, Herdade da Comporta, Herdade da Gâmbia, Horácio Simões, José Maria da Fonseca – produtor do famoso Periquita, Quinta do Piloto e Quinta da Bacalhôa) visitar a bela serra da Arrábida ou pegar uma praia na península de Tróia.

A grande atração da região é a Rota dos Vinhos da Península de Setúbal, que contrasta diversas vinícolas tradicionais com uma nova geração de produtores que têm investido em tecnologia e novos rótulos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários